Postado em 28 de Dezembro de 2020 às 09h31

Por que o gato mia?

Gatos (20)Dicas e Cuidados (34)

Quem tem um bichano em casa provavelmente já desejou entender o que se passa na cabeça do seu pet. Com atitudes particulares e diferentes, muitas vezes os peludos nos deixam confusos! E se você já se perguntou porque o gato mia, saiba que não está sozinho!
Essa é uma dúvida muito comum entre os tutores de felinos. Os bigodudos podem ter uma linguagem muito diferente da nossa, mas entendê-los não é um mistério tão grande assim. Quer aprender porque o gato mia tanto e como compreender seu amigo?

Gatos sempre miam?
Os bichanos possuem alguns comportamentos que os deixam ainda mais charmosos. O ronronado, o “amassar pãozinho” e, claro, o miado são uma espécie de marca registrada dos felinos, certo? Mas será que os gatos sempre miam?
A comunicação é através de uma complexa linguagem que envolve expressões faciais e corporais. Claro, os gatos sempre são capazes de miar. Entretanto, estudos demonstram que a vocalização não é tão frequente em felinos selvagens.
De acordo com especialistas, esse comportamento parece imitar os seres humanos, em uma tentativa de facilitar a comunicação. Ou seja, uma das razões porque o gato mia é para se comunicar especialmente com seu tutor! 

Por que o gato mia?
Se você já olhou para seu bichano e imaginou o que se passa na sua cabeça, saiba que o contrário também ocorre! A linguagem dos felinos é muito clara entre eles. Entretanto, quando conversamos com os pets eles também não entendem muito o que queremos dizer.  A forma que os bigodudos encontraram de se fazer entender é através do miado. Assim, se seu amigo está miando ele provavelmente quer passar alguma mensagem.  Nem sempre, entretanto, as vocalizações são sinal de preocupação. Cada tipo de miado de gato terá um significado diferente. Cabe ao tutor ficar atento para pegar a mensagem! 

Gato miando: o que pode ser?
Para facilitar um pouco a comunicação entre você e seu bichano, preparamos uma cartilha de tradução do miar dos bichanos! Entretanto, devemos ressaltar que nem sempre os diferentes tipos de miado possuem o mesmo significado.
A melhor forma de entender de fato seu pet é construindo uma relação carinhosa e de confiança. Fique atento não só aos miados, mas também a outros sinais, como posição corporal, olhares e movimento da cauda!
Miado curto
Os miados curtos geralmente indicam um cumprimento por parte do bichano. Em outras palavras, é como se seu pet dissesse: “Oi! Tudo bem?”. É muito comum ouvirmos esse tipo de miado ao voltar para casa ou logo de manhã, ao despertar.
Algumas vezes, também, o amigo de quatro patas pode soltar miados curtos quando está prestes a ganhar a ração, como se estivesse apressando o tutor para oferecer-lhe o alimento.
Miado longo
O miado longo geralmente indica que o pet está com algum incômodo. É comum, por exemplo, que o peludo solte miados longos quando está com fome, precisa usar o banheiro ou está desejando uma boa dose de carinho. Se não encontrar motivos aparentes para o desconforto do bichano, talvez ele esteja manifestando dor.
Miado alto
Para saber porque os gatos miam alto é essencial entender que isso é como um sinal de alerta. Ele indica que o bichano deseja atenção imediata! Geralmente, está relacionado a incômodos e desconfortos. Se o pet não parar de miar depois de um tempo, busque ajuda de um especialista.
Miado baixo
Já o miado baixo é como um sinal de aviso, algo mais corriqueiro. Algumas vezes, o pet pode soltar um miado baixo próximo à hora do almoço. É como se ele lembrasse a você que está na hora de encher o comedouro!
Os motivos acima devem justificar, de maneira geral, porque o gato mia. Entretanto, ninguém melhor para entender seu pet do que você mesmo! Lembre-se que a base de uma boa relação é uma boa comunicação, mesmo quando a relação é com seu filho de quatro patas!

Gato miando muito: o que pode ser?
Como vimos, os miados são uma forma que os bichanos possuem de se comunicar conosco. Assim, é normal que os gatinhos vocalizem com certa frequência. Nossos filhos de quatro patas também precisam se expressar, e o miado é necessário!
Porém, em alguns casos, a vocalização pode ser excessiva. Nesses casos, é importante ficar atento para perceber se seu bichano não precisa de uma atenção especial. Os principais motivos para os miados excessivos são:

  • Fome;
  • Sede:
  • Cio;
  • Caixa de areia suja;
  • Tédio,
  • Carência.

As situações acima costumam ser o padrão ao encontrar um gato miando muito. Porém, há algumas exceções. Abaixo, relatamos alguns casos comuns e suas origens prováveis: 

Gato miando alto a noite: os felinos são animais noturnos. Dessa forma, durante a noite é o período em que seu peludo tem o ápice de energia. Então, se está questionando porque os gatos miam a noite, principalmente se for um miado alto, ele provavelmente está entediado e necessita de enriquecimento ambiental. Instalar brinquedos, acessórios, tocas e prateleiras escaláveis pode ser uma boa ideia;
Gato miando muito alto: a intensidade do miado está relacionada ao grau de incômodo do bichano. Se um gato mia muito alto, ele provavelmente está querendo chamar a atenção para alguma coisa. Tente observar bem seu pet e entender o que está incomodando. Resolvendo esse desconforto, o pet provavelmente ficará mais calmo;
Gato miando bravo: se um bichano está miando de forma brava, o melhor é deixá-lo desestressar. Os felinos costumam ficar irritados quando se sentem ameaçados. Deixe o pet tranquilo, para que ele perceba que não há o que temer. Em breve, ele deverá ficar mais calmo,
Gato miando estranho: se você já está acostumado com o miado do seu bichano e está percebendo algo de diferente na vocalização, busque um veterinário. Talvez o motivo da alteração esteja relacionado a um problema de saúde. O profissional poderá realizar um exame de rotina e perceber se há algo errado com o peludo. 

Meu gato não mia: há algo errado?
Em alguns raros casos, os bichanos parecem não gostar tanto de se expressar verbalmente. Se você tem um gato que não mia em casa, saiba que não há nada de errado com seu pet. Provavelmente, seu amigo é apenas um pouco mais quieto que os outros e prefere chamar a atenção de outras formas.
Porém, se o pet deixou de miar repentinamente, busque um veterinário. Muitas doenças possuem como sintoma a apatia, que é justamente a falta de ânimo e energia do pet. O especialista poderá diagnosticar o caso e passar o tratamento correto, caso seja preciso. 

A CIAVET sempre disposta a tirar suas dúvidas! 

Fonte: https://www.petz.com.br/blog/pets/porque-o-gato-mia/

Veja também

Quais cuidados eu devo ter com um filhote de cachorro ou de gato?22/12/20 Se existe um fato que é praticamente unanimidade entre as pessoas, é a paixão por filhotes de animais. Seja um cachorro, um gato, ou mesmo animais mais exóticos, há sempre um carinho a mais quando se trata de um filhote. No entanto, ter um filhote em casa implica algumas responsabilidades. Mais do que comer e beber, nessa fase da vida eles precisam de cuidados específicos......
Quantas vezes por dia devo alimentar meu gato02/04/20 A quantidade total diária de alimento a ser oferecida ao gato adulto deve ser fracionada no mínimo em 2 refeições. Já para o filhote é recomendável fracionar a alimentação em 3 ou 4......
FeLV: sintomas, transmissão e tratamento.24/02 A Feline leukemia vírus - FELV é o nome da chamada leucemia felina. Trata-se de uma infecção advinda de um vírus, que é contagiosa. O diagnóstico precoce é a melhor forma de evitar......

Voltar para Blog

Fale conosco!