dicas e cuidados › Vacinação de Cães

A vacinação em cães é algo que todos os donos de pets devem ter em mente quando adicionam um novo amigo canino a família. Prevenindo os cachorros de doenças que vão das mais simples e corriqueiras até as mais graves e fatais, as vacinas disponibilizadas para cães nos dias de hoje podem ser a solução perfeita para que seu pet tenha uma vida longa e saudável.

Parvovirose, cinomose, tossecanis, giardia e raiva são apenas algumas entre as diversas doenças que podem ser prevenidas no seu pet por meio da vacinação em cães. Entretanto, os proprietários de animais de estimação caninos devem ter em mente que, apesar de as vacinas serem primordiais para evitar muitas doenças, elas também podem causar problemas se não forem administradas da maneira correta; aumentando a chance de que seu pet desenvolva males crônicos em função do excesso de medicação.

Ao adotar um cachorrinho, é essencial que o seu responsável procure se informar bem em relação às datas e os tipos de vacina mais importantes para o animal, e uma visita a um profissional veterinário se faz necessária neste momento, já que ele é capaz de esclarecer todo tipo de dúvida em relação à vacinação em cães e, ainda, indicar os locais mais adequados para que esta importante medicação seja administrada.


Boa parte das principais vacinas animais - assim como no caso dos seres humanos - devem ser dadas aos animais ainda filhotes, sendo que algumas delas necessitam de reforços em períodos determinados de tempo. Por isso, consultar um médico veterinário logo após a adoção de um filhote é tão importante, pois, a partir de cerca de 45 dias de vida os cachorros já podem ser devidamente imunizados para evitar problemas de alta gravidade ao longo da vida.

Que precauções tomar na hora da vacinação em cães?

Vale lembrar que, para que as vacinas tenham total eficácia, o pet deve estar em bom estado de saúde quando for receber a medicação. Sinais como febre, diarreia ou algum tipo de secreção nasal ou ocular podem ser indicadores de que a aplicação deve ser adiada por algum tempo; tendo em vista que, em animais com algum tipo de problema de saúde, podem acontecer falhas da vacina em função do organismo debilitado do animal, que é medicado, mas não fica protegido contra as doenças.

Além disso, alguns cuidados também devem ser tomados para que o processo de vacinação no pet seja mais tranquilo, tanto para o animal como para quem for administrar as vacinas nele. No caso dos cães grandes, é indicado que estejam presos pela coleira e acompanhados por pessoas de tamanho suficiente para controlá-los na hora da aplicação – quando tendem a ficar bastante agitados - e não é aconselhável que crianças sejam as escolhidas para ficar junto ao pet na hora do processo.

Também é primordial que as datas e períodos entre as vacinas sejam respeitados de acordo com a indicação do veterinário, já que sua eficácia pode ser comprometida no caso da administração errada.


Onde vacinar seu cão

A nossa indicação para a vacinação é sempre com um médico veterinário. O exame clínico, a decisão de quais vacinas a serem tomadas e o acesso à vacinas de qualidade superior são essenciais para a boa manutenção da saúde do animal e tais cuidados somente serão possíveis com a ajuda destes profissionais. Além de que, a validação da vacinação somente será aceita com o carimbo e a assinatura de um Médico Veterinário.



Fonte:http://www.cachorrogato.com.br



 

Voltar para Dicas e Cuidados